• APDT

As plataformas digitais e o futuro do trabalho

Do Portal OIT


Uma das principais transformações verificadas no mundo do trabalho na última década foi o surgimento de plataformas digitais de trabalho online. O presente relatório centra-se em plataformas baseadas na web, em que as empresas e outros clientes podem externalizar tarefas por meio de um convite aberto a mão-de-obra vasta e flexível («crowd», ou seja, «multidão»), geograficamente dispersa pelo mundo.


O relatório apresenta um dos primeiros estudos comparativos das condições de trabalho em cinco grandes plataformas de microtarefas com presença mundial. Baseia-se num inquérito do BIT a 3 500 pessoas residentes em 75 países espalhados pelo mundo e em outros estudos qualitativos. Documenta as características dos trabalhadores e das trabalhadoras das plataformas digitais, o tipo de trabalho que executam, as suas motivações e a percepção que têm desta forma de trabalho, identificando igualmente semelhanças e diferenças entre os trabalhadores do Norte e os trabalhadores do Sul a nível mundial.


O relatório analisa as condições de trabalho nessas plataformas de microtarefas, incluindo remuneração, oferta de trabalho, intensidade do trabalho, rejeições e não pagamento, comunicação do trabalhador com os clientes e os gestores da plataforma, proteção social, equilíbrio entre a vida pessoal e profissional e perspetivas de desenvolvimento profissional.


O relatório mostra que, embora as plataformas digitais de trabalho ofereçam várias oportunidades, também existem algumas desvantagens. Neste contexto, o relatório analisa as diferentes iniciativas lançadas para melhorar as condições de trabalho, incluindo o Código de Conduta do Crowdsourcing redigido pelo IG Metall e pelas plataformas de crowdsourcing alemãs. O relatório recomenda 18 princípios para garantir um trabalho digno nas plataformas digitais.


Clique no link e baixe o relatório As plataformas digitais e o futuro do trabalho


Conferência Internacional


No dia 12/11/2020, o laboratório colaborativo CoLABOR organizou, com o apoio da OIT-Lisboa, a Conferência Internacional sobre “As plataformas digitais e o futuro do trabalho”. A sessão foi transmitida via streaming, na página de Facebook e no canal de YouTube. Esta conferência teve como primeiro objetivo a apresentação da versão em Português do Relatório “As plataformas digitais e o futuro do trabalho” e a sua discussão à luz da investigação em curso sobre a realidade portuguesa, bem como os desafios para as políticas públicas nesta matéria.



09:30 ABERTURA

Manuel Carvalho da Silva, Coordenador do CoLABOR

Mafalda Troncho, Diretora da OIT Lisboa

BAIXE AQUI A INTERVENÇÃO


09:45 I PARTE – ESTUDOS E INVESTIGAÇÃO EM CURSO

Moderação: Mariana Trigo Pereira, Perita Associada da OIT Lisboa

Uma Rani, Investigadora OIT: Versão portuguesa do Relatório “As plataformas digitais e o futuro do trabalho”

BAIXE AQUI A APRESENTAÇÃO


Giovanni Allegretti, Centro de Estudos Sociais, Universidade de Coimbra – Projeto PLUS (Platform Labor in Urban Spaces, projeto financiado pelo programa Horizon 2020 da União Europeia): Apresentação do projeto europeu e, em particular, do trabalho com enfoque no município de Lisboa

BAIXE AQUI A APRESENTAÇÃO


Ana Alves da Silva, Investigadora CoLABOR: Teletrabalho, empresas-plataforma e o estatuto sociolaboral dos trabalhadores Perguntas & Respostas

BAIXE AQUI A INTERVENÇÃO


11:30 II PARTE – DESAFIOS PARA AS POLÍTICAS PÚBLICA

Moderação: Filipe Lamelas, Investigador do CoLABOR

BAIXE AQUI A INTERVENÇÃO


Teresa Coelho Moreira e Guilherme Dray, Livro Verde sobre o Futuro do Trabalho

Marcos Pais e Fernando Fidalgo, STRUP – Sindicato dos Trabalhadores de Transportes Rodoviários e Urbanos de Portugal

BAIXE AQUI A INTERVENÇÃO


Tomás Belchior, UBER, Public Policy, Portugal and Southeast Europe Debate

12:30 COMENTÁRIOS FINAIS

Manuel Carvalho da Silva, Coordenador do CoLABOR Mariana Trigo Pereira, Perita Associada da OIT Lisboa

BAIXE AQUI A INTERVENÇÃO


12:45 ENCERRAMENTO

Miguel Cabrita, Secretário de Estado Adjunto, do Trabalho e da Formação Profissional

31 visualizações

____________

Os artigos assinados e notícias reproduzidas com respectivas fontes não representam posições da Academia Paulista de Direito do Trabalho, refletindo a diversidade de visões relevantes abrangidas pelo tema e pela APDT.